quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Ranking: as 10 melhores praias do Brasil

Veja a seleção dos melhores trechos do litoral brasileiro, escolhidos no ano de 2017, de acordo com a Revista Viagem e Turismo.

De Fernando de Noronha a Ilhabela, de Boipeba a Florianópolis, da fascinante Praia do Espelho à atmosfera relaxante da Ilha Grande, nosso país está repleto de praias deslumbrantes para paquerar, curtir o sol e mar, surfar ou simplesmente relaxar.
É nesse espírito que o site da Revista Viagem e Turismo selecionou para você “as dez melhores praias do Brasil”. 

E você? Tem alguma favorita que ficou de fora? Deixe seu comentário!

10º lugar: BONETE, Ilhabela (SP)

 

Uma vilinha de pescadores guarda este tesouro do litoral paulista, com mar azul e mata preservada.
Considerada pelo respeitado jornal britânico "The Guardian" uma das dez praias mais bonitas do Brasil, a Praia do Bonete é habitada pela maior comunidade caiçara do município de Ilhabela, que preserva a riqueza de sua cultura tradicional. Localizada na face Sul da ilha, de frente para mar aberto, essa praia de areias claras e mar agitado ainda mantém características selvagens que atraem os amantes do ecoturismo, surfe, ou apenas quem quer se desconectar do mundo moderno e curtir momentos únicos no paraíso.


9º lugar: LAGOINHA DO LESTE, Florianópolis (SC)

A faixa de areia, fofa, branquinha e quase sempre sossegada, separa o mar de ondas fortes do riacho que forma uma lagoa boa para banho (daí o nome). No entorno há vegetação intocada.


8º lugar: TAIPU DE FORA, Maraú (BA)


Mar azul-claro, areia dourada e uma fileira de coqueiros a perder de vista. Para apreciar a paisagem da praia mais bonita da península basta sentar num dos bares espalhados pela orla. Mas para conhecer o que Taipu tem de melhor é preciso alugar um snorkel e nadar nas piscinas naturais na maré baixa.


7º lugar: LOPES MENDES, Ilha Grande (RJ)


Tem areia fina e clara, sombra de amendoeiras e mar que mescla tons verdes e azuis. Em alguns trechos, o mar é agitado e procurado para surfe.


6º lugar: MORERÉ, Ilha de Boipeba (BA)


Na areia, amendoeiras fazem sombra para esticar a canga. Caprichosa, a maré prega peças: uma hora deixa só um filete de areia para caminhar e alaga o campo de futebol; e, de repente, vai lá longe, encalha barcos e forma piscinas – onde as embarcações vindas de Morro de São Paulo param para os turistas mergulharem.


5º lugar: PATACHO, São Miguel dos Milagres (AL)


Mar claro, coqueiros e absoluto sossego já seriam atrativos suficientes. Mas a praia do Patacho tem muito mais. Quando a maré atinge seu nível mais baixo, os recifes ficam ainda mais à mostra, assim como largos trechos de areia. Na maré seca há pequenas e convidativas lagoas.


4º lugar: PRAIA DO ESPELHO, Trancoso (BA)

Estrela do litoral sul baiano, tem mar transparente, esverdeado e paisagem espetacular. A orla é dividida em dois trechos, Espelho e Curuípe, separados por um rio. Vai somente passar o dia por lá? Chegue cedo, pois o sol vai embora às 16h00, por trás das Falésias.



3º lugar: PRAIA DO LEÃO, Fernando de Noronha (PE)


É o destaque do chamado mar de fora. Extensa, com águas muito azuis e verdes, a praia é uma das escolhidas pelas tartarugas marinhas para desovar no período de janeiro a junho. Com movimento bastante tranquilo, ganhou o nome em função da enorme formação rochosa dentro do mar que se assemelha vagamente a um leão-marinho deitado. Ao lado fica o Morro da Viuvinha e, nas duas formações, uma infinidade de ninhos faz do local um santuário de aves. Entre os meses de abril e julho acontece a desova das tartarugas - sob supervisão do Projeto Tamar, os turistas acompanham de perto a corrida das tartaruguinhas rumo ao primeiro banho de mar!



2º lugar: BAÍA DO SANCHO, Fernando de Noronha (PE)


Águas cristalinas e falésias cobertas por vegetação formam uma das mais belas paisagens do litoral brasileiro.


1º lugar: BAÍA DOS PORCOS, Fernando de Noronha (PE)


A melhor praia do Brasil tem só 100 metros de extensão. Piscinas naturais formam-se em frente ao Morro Dois Irmãos, cartão-postal de Fernando de Noronha. O acesso não é dos mais fáceis – só dá para chegar à Baía dos Porcos a , vindo da Cacimba do Padre em uma caminhada pela areia, além de uma pequena trilha de pedras. Mas o esforço é recompensado pela pequena praia com faixa de areia estreita e muitas pedras que formam piscinas de águas transparentes

Fonte: Revista Viagem e Turismo - Novembro/2017

Comente o que você achou desta reportagem. Curta nossa página do facebook e acesse nosso site para conhecer um pouco mais dos nossos pacotes e orçamentos online.
Site: www.rossiturismo.com
Fone: (15) 3233-5694

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Cachoeiras pelo Brasil não faltam! Veja 12 que você pode visitar.



De uma coisa os brasileiros não podem reclamar: não faltam paisagens para ver por aqui. Muitos desses locais têm cachoeiras fantásticas. Conheça algumas das mais lindas quedas d'água do país. 

CACHOEIRA DA FUMAÇA (BA)

 A região da Chapada Diamantina, na Bahia, é um dos melhores lugares para admirar quedas d'água fantásticas em todo o Brasil. Uma delas é a Cachoeira da Fumaça, com cerca de 340 metros de altura (é a segunda maior do Brasil). Saindo do município de Lençóis, viajantes chegam a caminhar três dias até atingir a parte baixa da Fumaça, de onde podem observar toda sua imponência. Há trilhas que também levam ao topo da cachoeira, que oferece uma visão igualmente fantástica. 


CACHOEIRA DO CARACOL (RS)

A Cachoeira do Caracol fica entre as cidades de Gramado e Canela, dentro do Parque Estadual do Caracol, e merece ser visitada pelo turista que está hospedado em um destes dois charmosos municípios gaúchos. Trata-se de uma queda d'água com mais de 130 metros de altura que embeleza (e muito) um trecho selvagem e lindo da Serra Gaúcha. E há diversos mirantes na área que oferecem vista privilegiada para a cachoeira no interior do Parque Estadual do Caracol. 


CACHOEIRA BOCA DA ONÇA (MS)

A Cachoeira Boca da Onça é uma atração imperdível para os turistas que visitam a cidade de Bonito, um dos principais destinos de ecoturismo do Brasil.  Ela fica a cerca de 70 km do município sul-matogrossense, em Bodoquena, e tem 156 metros de altura.  Suas águas escorrem por uma encosta verdejante e se unem ao rio Salobra, em uma imagem típica de cartão-postal. Para chegar até a Boca da Onça, os viajantes fazem uma trilha que passa por outras cachoeiras e muita mata.


VÉU DA NOIVA (MT)

A Cachoeira Véu de Noiva é um dos principais cartões-postais da Chapada dos Guimarães, um lugar onde não faltam visões lindas para encantar o turista. Trata-se de uma queda d'água de 86 metros formada pelo rio Coxipó que realmente lembra o véu de uma noiva (e que pode ser observada e admirada de excelentes mirantes que existem no parque). E o melhor: a água cai no meio de uma área de densa mata, que aumenta ainda mais a beleza do cenário. Trata-se de uma visão imperdível para quem visita a Chapada dos Guimarães.


CACHOEIRA DO TABULEIRO (MG)

Localizada no município de Conceição do Mato Dentro, no Parque Estadual Serra do Intendente, a Cachoeira do Tabuleiro é mais alta de Minas Gerais e a terceira maior do Brasil. Tem nada menos do que 273 metros de altura e despenca sobre um imponente paredão no meio de uma região selvagem e parcialmente coberta por flores conhecidas como sempre-vivas.  Turistas chegam a caminhar mais de duas horas para chegar até esta obra-prima da natureza, mas o cansaço é compensado pelo lindo poço da cachoeira. 


CATARATAS DO IGUAÇU (PR)

Mais famoso conjunto de cachoeiras do país, as cataratas do Iguaçu devem ser visitadas por qualquer brasileiro que ame viajar.  Localizadas parcialmente no Paraná, essas quedas d'água chegam a ter 80 metros de altura e impressionam os turistas com seu volume e barulho ensurdecedor.  A área exibe um total de 19 quedas d'água principais, contando com o setor que pertence à Argentina. E a maior parte desta linda paisagem pode ser vista desde as passarelas que existem no lado brasileiro. 


CACHOEIRA DO SEGREDO (GO)

A Chapada dos Veadeiros, em Goiás, é outro destino de ecoturismo brasileiro com abundância de cachoeiras e outras belezas naturais. Uma de suas quedas d'água mais famosas e imperdíveis é a Cachoeira do Segredo, aonde os viajantes chegam após percorrer uma trilha de quase dez quilômetros em meio a rios e áreas de mata. É difícil não ficar fascinado ao atingir a cachoeira: sua altura é de mais de 110 metros e oferece um poço (geralmente bem gelado) onde os visitantes podem nadar e se refrescar. 


CACHOEIRA SÃO ROMÃO (MA)

O Parque Nacional da Chapada das Mesas, no Maranhão, é um paraíso para quem gosta de cachoeiras: são dezenas delas dentro desta reserva ecológica do Nordeste. Uma das mais interessantes é a cachoeira São Romão (na foto), que apresenta um fortíssimo fluxo de água e ajuda a formar uma piscina natural perfeita para se refrescar do calor desta parte do Brasil. A cachoeira do Prata é outro cartão-postal que deve estar no roteiro de quem explora a região da Chapada das Mesas.   


CASCA D’ANTA (MG)

A Casca D'Anta é outra interessantíssima queda d'água localizada no Estado de Minas Gerais. Ela está na lindíssima Serra da Canastra e tem mais de 180 metros de extensão.  A cachoeira cai por um fotogênico paredão de pedra e forma um poço de igual beleza. E o melhor: é possível admirar este monumento da natureza tanto de sua base como da sua parte mais alta, desde o topo da montanha onde ela está localizada.


CACHOEIRA DO ESCORREGA (RJ)

A área de Visconde de Mauá, na fronteira do Rio de Janeiro com Minas Gerais, é, há muito tempo, um paraíso do ecoturismo. Isso porque toda a região está forrada por linda natureza, o que inclui, naturalmente, atrativas cachoeiras. Uma das mais legais delas é a Cachoeira do Escorrega, que fica perto da vila de Maromba. Suas águas deslizam por uma formação rochosa, formando uma espécie de toboágua, onde os turistas podem deslizar e cair num bela piscina natural. A Cachoeira de Santa Clara também deve ser visitada na área.  


CACHOEIRA DO MARSILAC (SP)

A cachoeira é formada pelas águas do rio Capivari e está a cerca de 6 km do centro do Bairro de Marsilac, no extremo sul de São Paulo.  Após passar pelo bairro, a trilha segue por estrada de terra. Por ser de fácil acesso, nos finais de semana e feriados ensolarados a cachoeira fica bem cheia.  Os visitantes nadam no rio e apreciam a queda d´ água que se forma. Aos finais de semana e feriados também é possível praticar tirolesa, instalada nas margens do Rio.


CACHOEIRA DO PRUMIRIM (SP)

A Cachoeira do Prumirim é uma das mais procuradas pelos turistas em Ubatuba. Ela é facilmente acessada pela estrada Rio-Santos, a cerca de 18km do centro de Ubatuba. Esta localizada bem em frente à Praia do Prumirim, e é possível chegar a esta praia caminhando pelo rio, depois das quedas d’água

FONTE: SITE UOL VIAGENS (MARCEL VICENTI)


Gostou dessa matéria? Escreva para nós.
Temos os pacotes mais diversos pelos lugares lindos do Brasil. 
Entre em contato conosco – (15) 3233-5694, ou acesse nosso site: www.rossiturismo.com

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Confira 10 cidades que serão tendências em 2018


Muitos viajantes optam por lugares conhecidos e clichês quando o assunto é Turismo, sem ousar muito na decisão final. Em contramão, o site da LONELY PLANET, que produz um dos mais populares guias de Viagens do Mundo, listou as 10 cidades - não tão óbvias assim - que merecem a visita desses turistas em 2018 no seu ranking Best In Travel.
Confira abaixo quais cidades são estas: 


SEVILHA (ESPANHA)
Plaza de España

 Nos últimos dez anos, Sevilha mudou de cara. Ao contrário da imagem de metrópole congestionada no passado, o destino espanhol transformou-se em reduto de bicicletas e bondes. Próxima de comemorar os seus 400 anos, a capital da Andaluzia sediará o 31º European Film Awards em 2018, além de servir de locação para o seriado Game of Thrones.


DETROIT (ESTADOS UNIDOS)
Skyline da cidade

Jovens da cidade estadunidense, em Michigan, transformaram uma enorme quantidade de prédios abandonados em destilarias, lojas de bicicletas e galerias. Além disso, a prática de esportes na rua, como hóquei e basquete, movimenta o clima urbano. Detroit ganhará, em breve, três novos parques, que irão somar a outras atividades como o estádio Detroit Tigers, a Woodward Avenue e o Motown Museum. 


CAMBERRA (AUSTRÁLIA)
Balões no céu de Camberra

Os tesouros nacionais do destino australiano são encontrados em novos cantos e distritos, com destaque para cultura e gastronomia. Este é o primeiro ano em que Camberra terá uma partida de críquete no Manuka Oval e, em 2018, o Memorial de Guerra Australiano ocupará um palco central ao sediar o 100º aniversário do Armistício da Primeira Guerra Mundial.


HAMBURGO (ALEMANHA)
Imagem aérea da Elbphilharmonie

Hoje um dos principais endereços da cidade alemã é a Elbphilharmonie, que possui salas de concertos, restaurantes, hotéis e unidades residenciais, que custou 790 milhões de euros, na região histórica de Hafen City. Rodeada pelo Rio Elba, há diversas atrações ao seu redor, como praias, bares hipsters, casas noturnas, museu de miniaturas e torres com vistas panorâmicas.


KAOHSIUNG (TAIWAN)

No Taiwan, esse enorme centro de artes oferece um complexo cultural de 100 mil metros quadrados, com passarelas onduladas e um mercado noturno dentro do porto de Kaohsiung. A região tem sistemas ferroviários que facilitam a locomoção aos monumentos de Kaohsiung e, mais ao norte, na área de recreação de Xiaogang Shan, os turistas podem ver o Estreito de Taiwan a partir do novo Olho da Montanha, uma passarela de 88 metros.


ANTUÉRPIA (BÉLGICA)
Museu Mayer van der Bergh

 Considerada no passado uma das maiores cidades do norte da Europa, a Antuérpia é um dos segredos mais bem guardados. Na região de Flandres, possui riquezas históricas e abriga artes e design de classe mundial. O festival Antwerp Baroque 2018 celebrará essa diversidade por meio de um calendário que abrange desfiles, concertos, arte de rua, shows e oficinas, inspirado na obra do residente mais famoso da cidade, o pintor barroco Rubens.


MATERA (ITÁLIA)
Construções seculares em Matera

As moradias, cavernas, igrejas e mosteiros que ultrapassam os 9 mil anos de existência tornam a cidade italiana uma das mais antigas do mundo. Recentemente restaurada, tem hotéis, restaurantes e bares criando um contraste com as suas paredes de pedra. Há uma enxurrada de eventos planejados antes de ser promovida como Capital Europeia da Cultura, em 2019.


SAN JUAN (PORTO RICO)

Lugar onde o velho e o novo se encontram, o passado colonial da cidade se encaixa confortavelmente com o cenário urbano emergente. A parte antiga é repleta de paralelepípedos, praças, igrejas e fortes históricos. Além das muralhas, a jovem San Juan tem vários museus e galerias. Além disso, nos últimos anos foram abertos restaurantes, clubes de dança, lounges, bares e cassinos, isso sem contar as belas praias.


GUANAJUATO (MÉXICO)

A pequena cidade na serra central do México oferece uma paisagem urbana deslumbrante de igrejas ornamentadas, praças charmosas e casas coloridas, espalhadas pelo vale verdejante. Essa beleza natural e artificial chamou atenção dos produtores da Pixar, que usaram a cidade como a base da vida real para o novo filme de animação Coco.


OSLO (NORUEGA)
Oslo Ópera House
A capital da Noruega receberá um evento histórico em 2018: o rei e rainha do país vão comemorar o 50º ano de casamento com direito a calendário festivo. Isso inclui programas cívicos, culinários e culturais. A ópera de Oslo também vai comemorar o seu décimo aniversário apresentando concertos e performances, recheando essa época.


Já pensou em sua viagem de 2018?
Consulte-nos para essas e outras opções de roteiros e descubra um mundo de variedades e novos destinos.
Embarque com a Rossi Turismo.

FONTE: Marcos Martins – Panrotas  -  *Fonte: Lonely Planet

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Mês das Bruxas: 5 lugares assustadores para conhecer


Bruxas, morcegos, lendas urbanas, filmes de terror, abóboras, vampiros, zumbis, entre outros. A lista de monstros e coisas assustadoras que surgem durante o Dia das Bruxas, celebrado principalmente nos Estados Unidos no dia 31 de outubro, traz à tona um dos sentimentos que mais queremos evitar, o medo. Porém, não são apenas de lendas e histórias para assustar crianças que a data vive. 
Muitos lugares do mundo contam com fatos ou vistas macabras que podem dar pesadelos em qualquer pessoa. 
Em homenagem ao “mês das bruxas”, veja 5 lugares assustadores para se conhecer:

1 – Catacumbas de Paris (França)



A parte de cima de Paris encanta. O que não é pra menos. A Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, o Rio Sena, as ruas com a característica arquitetura do Velho Continente e tudo que forma um destino completo. Porém, abaixo do solo e longe das vista dos turistas, uma série de túneis com 400 quilômetros de extensão guarda restos mortais de mais de 6 milhões de pessoas, que faleceram pelas mais diversas razões, desde o século 18. Pela enorme extensão dos canais, as visitações precisam ser guiadas. Só tente não se assustar ao dar de frente com crânios e ossos espalhados pelas paredes.
2 – Colina das Cruzes (Lituânia)

Um local que foi considerado pelo papa Pio XI, na década de 30, um espaço sagrado, a chamada Colina das Cruzes junta cerca de 100 mil cruzes que foram sendo fincadas por fiéis desde o século 19. Apesar da simbolia religiosa e ser um dos principais destinos de peregrinação para os fiéis da região, devido a grande quantidade de cruzes fincadas na terra, o local ganha um ar um tanto quanto arrepiante.
3 – Salém, Califórnia (EUA)

A cidade americana que deu origem a história do século 17 das Bruxas de Salém, onde 20 mulheres foram executadas em praça pública acusadas de praticarem “bruxaria”, algo que era considerado heresia na época e punido com a morte. Hoje em dia, todos os anos Salém tem uma parada oficial de dia das bruxas, que se tornou tradição no local, além de abrigar o Museu das Bruxas de Salém, que traz a exposição de itens e ilustrações que contam a história da caça às bruxas e os acontecimentos passados.
4 – Igreja de St. George (República Tcheca)

A igreja de Saint George, em Praga, na República Tcheca, tinha tudo para ser apenas mais um igreja construído há séculos atrás e que havia sido abandonada após a estrutura ter sido comprometida. Porém, um artista local decidiu aproveitar o espaço e montar uma das obras mais assustadoras de todos os tempos. Ele colou estátuas cobertas com véus brancos sentados nos bancos e em pé espalhadas pelo templo, dando um aspecto macabro e capaz de deixar qualquer um olhando por cima do ombro para saber se as figuras não se movem sozinhas.
5 – Castelo de Bran (Romênia)

O castelo, localizado na fronteira entre a Transilvânia e a Valáquia, é notoriamente conhecido por ter sido retratado como a residência do lendário vampiro Conde Drácula, na obra original de Bram Stoker, escrita no século 19. A construção do castelo se deu no século 13 e é o local mais antigo presente nesta lista. O local serviu como fortaleza militar em diversos momentos da história romena, o que só complementa o cenário e o clima de dar calafrios enquanto se visita o interior da construção medieval.


Fonte: Leonardo Neves - Site Mercado e Eventos de 04/10/17

Deixe seu comentário abaixo. Se preferir, solicite um orçamento conosco através do email: contato@rossiturismo.com, ou pelo fone (15) 3233-5694 - cuta nossa pagina no face: www.facebook.com/rossiturismo1

terça-feira, 3 de outubro de 2017

07 CASTELOS QUE VOCÊ PODE VISITAR DE VERDADE


Turistas do mundo inteiro se encantam ao visitar os castelos que existem nos parques da Disney. Fora das fronteiras da terra do Mickey, porém, existem construções deste tipo de verdade que são abertas ao público. Grande parte delas exibem uma arquitetura grandiosa e histórias fascinantes – e, em alguns casos, ainda são residências de dinastias monárquicas.
Abaixo, conheça sete castelos que merecem uma visita de qualquer turista. 


Castelo de Neuschwanstein, Alemanha


Construído no século 19 na região alemã da Bavária, o Castelo de Neuschwanstein recebe nada menos que 1,4 milhão de turistas por ano. E tal popularidade é compreensível: trata-se de uma das construções mais belas de toda Alemanha, erguida a mando do rei bávaro Ludwig 2º, que queria um lugar tranquilo e paradisíaco para passar seus momentos de folga. O castelo foi feito em estilo neorromânico e tem vários de seus ambientes inspirados nas obras do compósitor Richard Wagner, de quem Ludwig 2º era fã. Reza a lenda que a arquitetura do Neuschwanstein teria inspirado parte do desenho do Castelo da Bela Adormecida, na Disneylândia.


Castelo de Windsor, Inglaterra


O Castelo de Windsor é o  lugar onde a rainha Elizabeth 2ª costuma passar os fins de semana. Localizado a cerca de 50 minutos de Londres, na Inglaterra, este local suntuoso é parcialmente aberto a visitas turísticas – e costuma atrair multidões de viajantes do mundo inteiro. Lá dentro, o público pode admirar luxuosos corredores e cômodos que serviram de residência para 39 monarcas britânicos, como Charles 2º e George 4º. Nas paredes aparecem obras de arte assinadas por gênios da pintura, como Rembrandt, Rubens e Canaletto. A capela de São Jorge (considerada uma das edificações góticas mais bonitas da Inglaterra) também deve ser visitada por quem passa pelo Castelo de Windsor.
  

Castelo de Cardiff, País de Gales


Um dos mais interessantes castelos da Europa fica bem no centro da cidade de Cardiff, capital do País de Gales. Trata-se de um símbolo da cidade, cercado por uma linda área verde e cuja história remonta há aproximadamente 2.000 anos quando os romanos construiram uma fortaleza na área. Ao longo dos séculos, o castelo foi ganhando sua aparência atual e serviu de residência para famílias ricas da região. Em seu interior, turistas podem conhecer os comôdos feitos com mármore, madeira trabalhada e lindos vitrais, além de entrar em túneis que serviram de abrigo contra bombardeios aéreos durante a Segunda Guerra Mundial. E é também possível subir na torre do relógio do castelo, que exibe uma arquitetura belíssima. 


Castelo de Bran, Romênia


Localizado na linda e misteriosa Transilvânia, na Romênia, o Castelo de Bran é popularmente conhecido como o “Castelo do Drácula”. Reza a história que, no século 15, o sanguinário regente Vlad Tepes (que inspirou a criação do personagem Drácula) teria passado algumas noites aqui, mas, ao que tudo indica, a fortificação nunca foi sua propriedade. Mesmo assim, multidões de turistas visitam o Castelo de Bran para se inebriar em um clima vampiresco: localizado sobre uma colina e com uma estrutura acinzentada, a fortaleza tem realmente uma aparência sinistra.  Em seu interior, o público se amontoa em estreitos corredores e escadarias que levam a cômodos que exibem objetos que pertenceram, principalmente, à família real que governou a Romênia na primeira metade do século 20. 


Castelo Ward - Irlanda


O Castelo Ward está situado na vila de Strangford, na Irlanda do Norte, e foi muito usado como locação da popular série televisiva “Game of Thrones”. Seus campos, pátio e torre do relógio compuseram o cenário da localidade de Winterfell, de onde a Casa Stark controlava seus domínios. No local, os turistas podem vestir trajes vistos em “Game of Thrones” e, munidos de arcos, disparar flechas em alvos, no meio de um cenário que reproduz ambientes da série. Lá, é também possível realizar passeios por lindos jardins. Nos últimos séculos, o Castelo Ward foi residência de famílias abastadas e, mais recentemente, foi usado como palco para espetáculos de ópera.


Castelo de Fonthill – Estados Unidos


Não é só a Europa que tem lindos castelos. Os Estados Unidos também exibem construções deste tipo, e uma das mais interessantes delas é o Castelo de Fonthill, localizado em Doylestown, no Estado da Pensilvânia. O lindo edifício foi construído entre 1908 e 1912 a mando do artista Henry Chapman Mercer, que o usou como sua casa e local de exibições de suas obras de arte. O local foi desenhado pelo próprio Mercer e tem diversos estilos (como gótico e bizantino). Em seu interior, hoje aberto a turistas como museu, há mais de 40 quartos e 18 lareiras.


Castelo Hearst, Estados Unidos


Localizado na Califórnia, o Castelo Hearst foi propriedade de ninguém menos do que o magnata da mídia William Randolph Hearst, que inspirou o personagem principal do filme “Cidadão Kane”, do diretor Orson Welles. Trata-se de um antigo complexo residencial que foi construído durante a primeira metade do século 20 e que abriga um total de 165 cômodos decorados de maneira luxuosa, além de lindos jardins e mirantes para as montanhas de Santa Lúcia. O local foi doado pela entidade Hearst Corporation ao Estado da Califórnia em 1958 e, hoje, é aberto ao público. É um ótimo passeio para conhecer a antiga residência e as histórias de um dos personagens mais influentes dos Estados Unidos no século passado. 


Fonte: Site UOL Turismo

Deixe seu comentário abaixo ou entre em contato conosco através do telefone: (15) 3233-5694 ou pelo e-mail: contato@rossiturismo.com
Curta também nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/rossiturismo1 ou siga-nos no instagram: @rossiturismo1

Rossi Turismo, "Viajar é Viver"....